[Botão WhatsApp]

A Lei Seca e suas Consequências Jurídicas para Motoristas

A **Lei Seca**, regulamentada no Brasil em junho de 2008, trouxe uma série de mudanças para o Código de Trânsito Brasileiro, principalmente no que diz respeito ao consumo de álcool por motoristas. De lá para cá, é notório o aumento no número de fiscalizações e o rigor na aplicação da lei, o que envolve multas pesadas, perda de pontos na carteira e até mesmo prisão. Vamos entender melhor as implicações dessa legislação para motoristas de carro, moto e caminhão.


**Multa e Pontos na Carteira**


A primeira e mais imediata consequência de ser pego na Lei Seca é a **multa**. Atualmente, o valor é de R$2.934,70, além da perda de 7 pontos na carteira de habilitação. Essa penalidade é classificada como infração gravíssima. Importante lembrar que, ao acumular 20 pontos ou mais em um período de 12 meses, o motorista está sujeito à suspensão do direito de dirigir.


**Suspensão da CNH e Recolhimento do Veículo**


Se o teste do bafômetro ou etilômetro acusar a presença de álcool no organismo do motorista, além da multa e dos pontos na carteira, ocorre a suspensão imediata do direito de dirigir por 12 meses. O veículo também é recolhido, a menos que haja uma pessoa habilitada e sóbria para conduzi-lo.


**Detenção e Crime de Trânsito**


A Lei Seca não se limita a multas e suspensões. Se o motorista for pego com um nível de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas por litro de ar expelido no exame do bafômetro, ele está cometendo um crime de trânsito. A pena varia de seis meses a três anos de detenção, dependendo das circunstâncias e dos antecedentes do condutor.


**Direito de Recusa ao Bafômetro**


Importante mencionar que o motorista tem o direito de recusar-se a realizar o teste do bafômetro. Contudo, essa recusa não o isenta das penalidades. Ele ainda será multado e terá a CNH suspensa, além de serem aplicadas outras medidas administrativas, como a retenção do veículo.


**Conclusão**


A Lei Seca foi implementada para garantir a segurança no trânsito, reduzindo o número de acidentes causados por motoristas embriagados. As penalidades são severas e podem ter um impacto significativo na vida do motorista. Portanto, a melhor maneira de evitar tais consequências é simples: se beber, não dirija. Afinal, a vida é o bem mais precioso que temos e deve ser preservada acima de qualquer coisa.

Comentários

Inserir comentários

Nome:

E-mail:

Comentários:

byf

Últimos comentários

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar :)

Mais artigos

Buscar pelo código do artigo

Navegar por categorias

#00220

Advogado de Crimes Digitais: Tipos e Formas

crime digital ➥ Golpe do Pix

Acessar

#00199

Ações contra o DETRAN 40 tipos de Processo contra DETRAN

Processos contra o DETRAN ➥ Ações contra o DETRAN

Acessar

#00266

Como Apresentar Defesa Prévia Contra Suspensão da CNH

Suspensão CNH ➥ O que é e como recorrer

Acessar

#00293

O que Fazer Após Ser Autuado pela Lei Seca?

Defesa Lei Seca ➥ Recursos

Acessar

#00240

Multa por ultrapassar em faixa contínua Modelo Artigo 203 V

Recurso de Multas ➥ modelos e teses

Acessar

#00264

O Benefício de Prestação Continuada (BPC/LOAS)

Direito Previdenciário ➥ Benefícios

Acessar

#00182

Defesa em Crimes Federais: Como Conseguir Absolvição

Crimes Federais ➥ Doutrina e Conceitos

Acessar

#00158

Acidente de Trânsito - Indenização Seguradora

Acidente de Trânsito ➥ Indenização

Acessar